HISTÓRIA

O CEFSACentro Educacional da Fundação Salvador Arena – teve início com o Colégio Termomecanica, fundado em 1989 com a proposta de oferecer ensino gratuito e de qualidade a crianças de todas as faixas sociais, da Educação Infantil ao Ensino Médio. Atualmente, o Colégio recebe o nome de Colégio Engenheiro Salvador Arena e oferece, também, o Curso Técnico em Mecânica, de nível subsequente ao ensino médio.  Outra unidade de ensino que compõe o CEFSA é a Faculdade Engenheiro Salvador Arena, que oferece quatro cursos de graduação, os quais, a exemplo do Colégio, são totalmente gratuitos e com o mesmo padrão de qualidade.

Além de oferecer aos alunos alimentação saudável, material didático e uniforme, o CEFSA investe na modernização de sua infraestrutura, buscando atender às mais diferentes necessidades de crianças, jovens e adultos nas áreas da cultura, do conhecimento, do esporte e do lazer. Exemplos dessa excelência são: o Teatro Eng. Salvador Arena, com capacidade para 536 espectadores; o Estádio Olímpico Bronze TM 23, com dimensões oficiais, arquibancada e pista de atletismo e o Conjunto Aquático, com duas piscinas, sendo uma delas semiolímpica; diversos laboratórios amplamente equipados para suas especialidades, e quatro bibliotecas interativas para atender alunos de diferentes faixas etárias.

O objetivo primordial da FSA ao manter essas unidades de ensino é formar indivíduos competentes, plenamente capacitados para analisar, avaliar e priorizar as informações que recebem, de forma a atuarem decisivamente na sociedade em que vivem com autonomia, ética e critério, mantendo viva a proposta de seu patrono, o Eng. Salvador Arena, de difundir os princípios e valores humanistas e altruístas a todas as pessoas, especialmente às crianças e jovens em idade escolar.

MISSÃO
Contribuir com a sociedade promovendo a transformação social através da educação, atendendo aos ideais do Fundador por meio das diretrizes da Mantenedora.

VISÃO
Ser referência nacional nas atividades educacionais que visam a transformação social.

POLÍTICA DA QUALIDADE
• Preservar a ética e a transparência nas relações com seus assistidos, parceiros, colaboradores e a comunidade;
• Envidar todos os esforços possíveis para atender e satisfazer às necessidades dos assistidos e demais partes interessadas;
• Propiciar condições para a capacitação e o desenvolvimento contínuo de seus colaboradores e parceiros;
• Buscar a excelência nos projetos educacionais e sociais por meio da melhoria contínua de seus processos e de suas práticas de gestão;
• Promover a preservação do meio ambiente;
• Respeitar o atendimento da legislação aplicável em vigor;
• Investir adequadamente os recursos patrimoniais da Fundação.

SALVADOR ARENA

Em 1920, chega ao Brasil o menino Salvador Arena, com 5 anos. A família instala-se em São Paulo e seu pai, Sr. Nicola, monta uma oficina mecânica onde passa a processar sucata de metais. Por essa razão, Salvador Arena passou boa parte de sua infância rodeado por peças e máquinas.

Arena formou-se engenheiro civil aos 21 anos, pela Escola Politécnica da USP, e seu primeiro emprego formal foi na Light, onde trabalhou na implantação do sistema hidrelétrico de Cubatão, um modelo planejado por Billings. Naquele tempo, as máquinas eram todas importadas. Quando quebrava uma peça, não havia outro jeito senão fabricar outra. Por um longo período, Salvador Arena atuou como aquele que desenhava as peças, projetava seus detalhes e mandava fundi-las. O resultado, muitas vezes, era melhor que o original.

Em 1942, com toda sua genialidade e apenas 200 dólares que recebera de indenização da Light, fundou a Termomecanica. Naquela época, a empresa estava voltada para a produção de fornos e equipamentos para padaria. Mais tarde, começou a fabricar fornos de revenimento, ventiladores, trefilas, fornos de fundição, prensas, etc.

Empreendedor arrojado, criou um modelo de gestão próprio, inovador e avançado para a década de 60, que prezava, acima de tudo, seu “valioso capital humano”. Conhecia os funcionários pelo nome e sobrenome, bem como seus familiares, para os quais estendeu benefícios, como cestas básicas com até 60 quilos de alimentos, atendimento médico e odontológico.

O sucesso de sua empresa e a prosperidade nos negócios não eram os únicos focos de atenção de Salvador Arena. Dono de uma personalidade crítica, ele encontrava disposição para empreender ações humanitárias, fazendo contribuições generosas para entidades beneficentes, filantrópicas e investir em projetos sociais por ele idealizados.

O maior sonho de Salvador Arena sempre foi criar uma escola modelo. A vontade era tanta que, no início da década de 60, chegou a montar salas de aula dentro da fábrica. Comprou 150 cadeiras e mesas, que foram colocadas num pavilhão pertencente à fábrica. Contratou os melhores professores de Português, Matemática e Ciências da Fundação Getúlio Vargas e do Mackenzie. Os funcionários encerravam o expediente às cinco da tarde e logo em seguida iniciavam suas aulas. Alguns anos depois, essa escola sairia dos muros da sua fábrica e passaria a atender a comunidade de São Bernardo do Campo e das cidades vizinhas no Colégio Termomecanica.

Nosso saudoso patrono previu que o tempo seria curto para tantos planos. Pensando nisso, criou a Fundação Salvador Arena, formalmente constituída em 1964, para funcionar como uma espécie de braço social e concentrar esforços para ajudar as pessoas em situação de vulnerabilidade social.

No testamento, lavrado em 1991, instituiu a Fundação como herdeira universal de todo o seu patrimônio. Deixou prescrições expressas nos estatutos de que a Fundação deveria “cooperar e envidar os esforços possíveis para a solução dos problemas de educação e assistência e proteção aos necessitados, sem distinção de nacionalidade, raça, sexo, cor, religião ou opiniões políticas em caráter geral”. Dessa forma, Salvador Arena passou a promover institucionalmente as ações sociais beneméritas que já praticava de forma pessoal. Nesse sentido, suas principais realizações e legados compreendem as seguintes áreas: Educação, Saúde, Assistência Social e Habitação Popular.