Logo CEFSA

CTM conquista o 1º lugar no prêmio Destaque Educação da Educa Week


terça-feira, 29 de outubro de 2019 às 4:34

O Colégio Termomecanica acredita na disciplina como um diferencial para a formação humana, por isso, sempre trabalhou aspectos sociais, afetivos e éticos para formar cidadãos autônomos e conscientes de seu papel na sociedade. Os valores do CTM estão presentes em cada ação de nossos profissionais e, graças à sua dedicação, a instituição continua se destacando pelo trabalho desenvolvido com os alunos.

Desta vez, o CTM venceu o prêmio Destaque Educação, promovido pela Educa Week no último dia 23 de outubro, pelo projeto desenvolvido pela Orientação Educacional em parceria com o corpo docente e os inspetores da Disciplina sobre os fundamentos da Disciplina Positiva como eixo norteador de ações com os alunos. A Diretora Pedagógica do Colégio Termomecanica explica: “Estimulamos nossos alunos no seu desenvolvimento pedagógico e nas suas relações interpessoais, buscando proporcionar uma formação completa. Esse tipo de reconhecimento é gratificante e só é possível graças ao trabalho conjunto de nossos professores, inspetores, orientadores, coordenadores, enfim, de todos os profissionais envolvidos no desenvolvimento do aluno”.

Desde 2018, a Orientação Educacional do CTM utiliza fundamentos da Disciplina Positiva a fim de trabalhar conceitos como autodisciplina,  responsabilidade, cooperação e capacidade de solucionar problemas com os alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I, tendo em vista que as crianças se tornem membros responsáveis, respeitosos e ativos em suas comunidades.

A Orientadora Educacional da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I, Rosileia Aparecida Pereira Moreira, procura sempre envolver as crianças nessas reflexões e validar seus sentimentos de tristeza, alegria ou raiva, diante de um conflito ou frustração. “Utilizo os desafios de comportamento delas como oportunidades para desenvolver habilidades de vida e me apoio sempre na disciplina positiva para orientar e acompanhar os alunos”, diz.

 

Conheça as ferramentas utilizadas pela Orientação Educacional:

 

Pausa Positiva (Técnica da Tartaruga)

Essa técnica de educação emocional foi desenvolvida pelo Center on the Social and Emotional Foundations for Early Learning (CSEFEL) da University of South Florida para ajudar crianças no manejo e controle da raiva e da agressividade.

Ela é utilizada com os alunos do Nível V da Educação Infantil até o 2º ano do Ensino Fundamental I e visa estimular o controle dos impulsos e a autorregulação emocional, desenvolvendo nas crianças a capacidade de resolução de problemas.

Inicialmente, os alunos aprendem a técnica e imitam a posição da tartaruga para se acalmar, mas, com o passar do tempo, não precisam mais entrar no “casco”, pois já conseguem parar para buscar uma solução utilizando-se da calma e de outras ferramentas, permitindo que a parte racional do cérebro assuma o comando das ações. “A técnica da tartaruga me ajuda a respirar; eu me acalmo e penso em uma solução para o meu problema”, comenta um aluno do 1º ano do Ensino Fundamental I.

 

Roda de escolhas

A roda de escolhas é uma ferramenta utilizada na Educação Infantil e no Ensino Fundamental I, que visa preparar emocionalmente os alunos para que resolvam seus próprios problemas, sem que haja a necessidade de intervenção ou mediação constante de um adulto.

As crianças são envolvidas na construção desta ferramenta, em que são escolhidas algumas soluções respeitosas que podem ser utilizadas para resolver os problemas do dia a dia. Esse instrumento é efetivo, pois apresenta soluções simples para problemas típicos que as crianças podem enfrentar em sua rotina escolar ou familiar, tais como: respirar, conversar, ignorar, procurar ajuda, entre outras estratégias. “A Roda de Escolhas serve para dar uma opção para ajudar a pessoa em algum conflito. Uma vez, escolhi a opção de ignorar uma pessoa que ficava me irritando e deu certo. Ela parou de me incomodar”, conta um aluno do 2º ano do Ensino Fundamental I.

As habilidades na roda de escolhas oferecem uma base para desenvolver respeito pelos outros, cooperação e autoconfiança.

 

Relógio das Emoções

Essa ferramenta é utilizada com os alunos do Nível V da Educação Infantil para facilitar a identificação das emoções e frustrações deles e dos amigos. Quando ocorre uma situação de conflito, eles são acolhidos pela Orientadora Educacional e, após refletirem sobre o fato, ajustam os ponteiros do relógio demonstrando como estão se sentindo naquele momento, o que possibilita à criança identificar e nomear suas emoções.

 

Reuniões de Classe

As reuniões de classe, instituídas na Educação Infantil e no Ensino Fundamental I, são mediadas pelos professores de cada turma e ocorrem de acordo com a periodicidade definida para cada série.

O objetivo desses encontros é dar aos alunos a oportunidade de explorarem as situações que ocorrem no dia a dia da turma, visando identificar, em conjunto, quais foram as causas de um determinado problema, como aquela situação afetou ou pode afetar os outros alunos, como a turma se sente em relação a isso e o que pode ser feito para resolver a situação. O foco dessas reuniões está na solução dos problemas emergentes de cada turma. “Na reunião de classe a gente precisa ser paciente para falar e ouvir os colegas. Às vezes não concordo com o que eles dizem, então espero para falar o que eu penso”, comenta um aluno do 2º ano do Ensino Fundamental I.

Para subsidiar essas reuniões, são utilizadas informações depositadas em uma caixa que fica disponível na classe, onde os alunos, sem que haja a necessidade de identificação, no decorrer da semana depositam sugestões de temas, críticas, elogios ou encorajamentos para resolverem juntos. “O projeto, desenvolvido a partir da Disciplina Positiva, auxiliou muito nas questões comportamentais dos alunos e, consequentemente, no aproveitamento em sala de aula. Nós, especialistas, estando com os alunos algumas aulas semanais, tivemos a oportunidade de conhecer melhor cada um e, sabendo dos acordos, participamos ativamente para ajudar os alunos nos conflitos”, explica uma professora especialista em Informática da Educação Infantil até o 3º ano do Ensino Fundamental I.