Receitas que marcam nossa história

Quando entramos no restaurante do CEFSA e nos deparamos com aquelas iguarias que dão água na boca, nem imaginamos o trabalho que é realizado até o alimento chegar à mesa. Por trás de cada refeição que nos é oferecida, há uma equipe que trabalha com amor, dedicação, carinho e atenção, composta por integrantes que exercem diferentes funções, cada um desempenhando papel fundamental para que alunos e funcionários saiam felizes e satisfeitos do restaurante.

Cada um desses profissionais empenhados em levar alegria ao próximo através do alimento carrega em seu coração receitas que despertam sua memória afetiva, significativas em sua história. Um exemplo disso é o funcionário do restaurante do CEFSA, Ivair Nascimento, que relembra com carinho de três pratos que lhe remetem à infância e à família: costelinha com quiabo, canjiquinha e bolo de fubá.

“A costelinha com quiabo traz momentos da convivência com os meus avós, que hoje já não estão entre nós, mas que são lembrados de forma positiva sempre que minha mãe reproduz o prato; a canjiquinha me lembra toda uma dificuldade na infância, em que a família se reunia em torno da mesa para matar a fome com um prato que rendia mais; já o bolo de fubá me remete aos cafés da tarde em São Paulo e às nossas viagens a Minas Gerais”, relembra Ivair.

E você, possui algum prato que relembre momentos especiais com a família? Compartilhe conosco nos comentários.

Para quem ficou com vontade de experimentar os pratos do Ivair, seguem as receitas abaixo:

Canjiquinha

Ingredientes:

  • 2 e ½ xícaras de canjiquinha
  • 1 colher de sopa de óleo
  • 4 dentes de alho picados
  • 20 costelas de porco frescas
  • 4 xícaras de água
  • Sal a gosto
  • ½ repolho branco
  • Salsinha para decorar

Modo de preparo:

– Coloque a canjiquinha em água e deixe de molho por uma hora.

– Escorra e reserve.

– Esquente o óleo numa panela, doure 2 dentes de alho e, em seguida, refogue as costelas de porco.

– Quando estiverem douradas e macias, desligue o fogo e reserve na própria gordura que se formou.

– Coloque as 4 xícaras de água numa panela e cozinhe a canjiquinha com sal a gosto, mexendo até engrossar e soltar do fundo da panela.

– Reserve, retire 4 colheres da gordura da fritura das costelas e coloque em uma panela.

– Junte o alho restante, doure e acrescente a canjiquinha.

– Mexa bem e adicione as costelas de porco e o repolho, rasgando-as grosseiramente com as mãos.

– Polvilhe a salsinha sobre o cozido antes de servir.

Costelinha com quiabo e angu

Ingredientes:

  • 1 kg de costelinha de porco cortada
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reino a gosto
  • 2 dentes de alho triturados
  • 1 cebola média bem picada
  • 1 e ½ kg de quiabo
  • Óleo suficiente para fritar
  • Salsinha e cebolinha a gosto

Modo de preparo:

– Tempere a costelinha 3 horas antes de preparar a receita, usando o sal e a pimenta do reino.

– Em uma panela, coloque as costelinhas e deixe dourar.

– Acrescente o alho e a cebola, refogue, cubra com água e deixe cozinhar (se for necessário coloque mais água para que a costelinha fique bem cozida).

– Corte o quiabo em pedacinhos de 2 centímetros e frite no óleo para tirar a baba.

– Deixe escorrer em papel toalha e misture com a costelinha e seu caldo.

– Sirva a costelinha com angu.

– Polvilhe a salsinha e a cebolinha sobre o prato.

Bolo de fubá

Ingredientes:

  • 1 xícara de chá de manteiga
  • 1 xícara de chá de açúcar
  • 4 ovos
  • 2 xícaras de chá de fubá
  • 1 xícara de chá de farinha de trigo
  • ½ colher de sopa de fermento em pó
  • ¾ de xícara de chá de leite de coco
  • ½ xícara de chá de coco ralado

Modo de preparo:

– Bata a manteiga com o açúcar, junte os ovos e continue batendo por 10 minutos.

– Separadamente, misture o fubá, a farinha de trigo e o fermento, e vá acrescentando-os à primeira mistura aos poucos, alternando com o leite de coco, sempre mexendo bem.

– Junte o coco ralado e misture.

– Despeje a massa numa forma retangular untada, de 24 cm de comprimento, leve para assar, com forno pré-aquecido a 180ºC, por aproximadamente 35 minutos.

– Espete o palito no bolo; quando sair limpo, está pronto.

Colaboração: Michelle Regina Ramos Gratieri (Coordenadora do Restaurante do CEFSA)

Compartilhe!

3 comentários / Adicionar um comentário abaixo

  1. A nossa memoria afetiva em relação aos alimentos é incrível, tenho vários pratos que me remetem à infância, principalmente aqueles feitos pela minha vó Maria, ela era ótima na cozinha, fazia pratos deliciosos, mas o que eu mais sinto saudade é da sopa de grão de bico. Infelizmente ela já faleceu deixando muita saudades dos bons momentos em que vivemos à mesa e na vida.

  2. Hoje em dia não como carne vermelha, mas a receita que me traz lindas recordações é o Pirão de Costela que meu avó fazia, no fogão à lenha, em Minas Gerais. Me lembro dele colocando tudo no fogão pra cozinhar “de véspera”, como ele dizia e na manhã seguinte a carne estava cozidinha, com aquele caldinho delicioso. Todos comiam no café da manhã mesmo rsrs

  3. A minha memória de sabor é frango assado…quando o cheiro do frango assado invade a casa lembro dos natais com a família reunida, casa cheia, crianças correndo pelo quintal. Me dá muita saudades porque muitos dos parentes que se reuniam já não estão mais entre nós fisicamente. Quando entro nos corredores do Colégio e é dia de frango assado, inevitavelmente esta lembrança me invade e me dá uma saudade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *