Logo CEFSA

Alunos do curso de Administração visitam o Cubo Itaú


segunda-feira, 05 de novembro de 2018 às 8:22

No dia 31 de outubro, os alunos do curso de Administração realizaram uma visita ao Cubo Itaú, onde puderam compreender sobre o modelo de startup e empreendedorismo.

O Cubo é um espaço de empreendedorismo mantido pelo Itáu e pelo fundo Redpoint eVentures, que conta com 14 andares e recebe cerca de 2 mil pessoas por dia em mais de 60 startups.

“Sabe aquele lugar que você se identifica de primeira vista, te motiva a querer buscar mais, conhecer? Então, essa foi a primeira sensação na visita ao Cubo Itaú. Digamos que sua estrutura física e de trabalho fogem dos padrões tradicionais, basicamente uma evolução de incentivo ao empreendedorismo e inovação. E o mais interessante é ouvir a palestra inicial, concebida pela Head de Startups Renata, pois ela cita muitos termos técnicos vistos em sala de aula e informações muito importantes não somente sobre o Cubo. Acredito que esse encontro desperta nossa capacidade de entender que o mundo está crescendo e nós temos que acompanhá-lo e nos ADAPTARMOS. Esse é o grande ponto.” – Letícia Bonfanti (7º período do curso de Administração)

“A visita ao Cubo foi muito enriquecedor, é um ambiente completamente diferente do que estamos acostumados a vivenciar numa empresa tradicional. Inclusive, é um desafio para quebrar as barreiras dos parceiros que querem realizar essas “conexões “, como levar os executivos e diretores de alto escalão para falar de investimento, numa reunião de café, com todos os membros de startups no mesmo espaço. Acho que o Itaú investiu numa missão desafiadora e muito inteligente! Unir tanta diversidade no mesmo espaço e sem ter certeza do que resultaria esse mix, foi a decisão mais complexa e construtiva que já foi tomada! O Itaú por sua vez, contrata conforme a necessidade, as soluções tecnológicas das startups e por meio dos savings gerados, obtêm seus retornos financeiros, ao invés de cobrar taxas expressivas pela ocupação do prédio. O propósito maior do surgimento do cubo foi gerar densidade, que nada mais é do unir no mesmo espaço estudantes, universidades, grandes empresas, investidores, entre outros, de maneira que pudessem estar antenados às mudanças de cultura, tecnologia, agentes reguladores, parcerias e alianças proporcionando a maior quantidade de experiências e informações possíveis. Eles são muito receptivos à todo tipo de público e estimulam muito essa sinergia, inclusive, incentivando a participação por meio de palestras locais. Hoje há cerca de 2400 pessoas circulando pelo prédio e 84 startups.” – Aureli Padetti (7º período do curso de Administração)

Confira as fotos da visita: